Assinatura RSS

Arquivo da tag: aventura

>As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada

Publicado em

>

A Viagem do Peregrino da Alvorada”, é uma aventura grandiosa, é a  terceira adaptação para o cinema de “Crônicas de Nárnia”.
Neste novo filme, os irmãos, Edmundo (Skandar Keynes) e Lúcia, (Georgie Henley) retornam à Nárnia, dessa vez acompanhados pelo primo Eustáquio (Will Poulter) e lá encontram o príncipe Caspian – apresentado no filme anterior – agora Rei, que a principio não entende a ilustre presença dos visitantes, mas em seguida descobre o porque. A bordo do imponente navio, O Peregrino da Alvorada, os heróis de Nárnia se confrontarão com dragões, anões, tritões e um grupo de guerreiros perdidos. Com a ajuda de novos parceiros e de outros já conhecidos o grupo enfrentará mares bravios, navegando até uma série de ilhas misteriosas, que ocultam segredos e tentações. Ao embarcarem no Peregrino da Alvorada, sua coragem e suas convicções serão postas à prova numa jornada de transformação com destino ao País de Aslan, nos recantos mais longínquos do mundo.
Como nos outros filmes pode-se perceber um cunho cristão, mas de forma bem sutil. Essa nova aventura é bastante fantasiosa, mas também é tensa e misteriosa. O ritmo do filme é bom, tem muita ação, um fotografia bem bonita, bastantes efeitos especiais, mas sem nenhuma inovação, lamentavelmente convertido para o 3D.  Os Fãs de C. S. Lewis não se decepcionarão com o longa.

“O Último Mestre do Ar”

Publicado em

>

O filme foi originalmente intitulado Avatar: The Last Airbender”, baseado na animação de mesmo nome e teve o título alterado para o “O Último Mestre do Ar”. Estratégia para evitar confusão com o premiado “Avatar” (2009), de James Cameron.

O longa se passa tempos atrás, quando o mundo era divido em quatro nações e por quase um século, a Nação do Fogo travava uma batalha mortal para controlar as nações do Ar, Água e Terra, oferecendo a elas a opção de se entregar ou ser aniquiladas. Enquanto tentam em vão se defender, os cidadãos contam com os poucos escolhidos que podem “dominar” o elemento de sua nação. Respaldados por enormes exércitos e armas de destruição, os Dominadores de Fogo já eliminaram quase todos os adversários do planeta e agora voltam suas atenções para a Nação da Água. Certo dia, Katara, uma jovem Dominadora de Água, treina com seu irmão Sokka quando encontra um garoto chamado Aang. Ao ver as habilidades de domínio do menino, Katara e Sokka percebem que encontraram mais do que apenas o último Dominador de Ar. Como o profetizado Avatar – o único capaz de controlar os quatro elementos – apenas ele pode combater o ataque da Nação do Fogo e restaurar o equilíbrio no mundo arrasado pela guerra. Aang precisa aprender a suas habilidades e se transformar em um herói antes que seja tarde demais.

Segundo o Diretor Shyamalan, “O Último Mestre do Ar” tem a intenção de ser um filme divertido e repleto de ação, mas, além disso, aborda assuntos sérios, como a dominação de uma raça sobre outra, equilíbrio e conexão com o planeta. Infelizmente, as boas intenções não foram suficientes para tornar o filme um sucesso, recebendo duras críticas norte-americanas. Foram apontadas diversas falhas como furos de roteiro, as péssimas atuações de todo elenco e a conversão para 3D feita às pressas que, diga-se de passagem, é mal feita.

“O Último Mestre do Ar” estréia no Brasil na próxima sexta-feira dia 20 de agosto.

Nanny McPhee

Publicado em

>

Sequência de “Nanny McPhee – A Babá Encantada”, dessa vez Nanny ( Emma Thompson) vai trabalhar na casa de uma perturbada jovem mãe, Isabel Green, que tenta desesperadamente criar os filhos numa fazenda enquanto o marido está em combate na guerra. Mas uma vez que integra a nova família, Nanny McPhee logo descobre que os filhos da senhora Green travam sua própria batalha contra dois primos intrometidos que se mudaram para o local, para “domá-los” a babá utiliza seus poderes mágicos.

Para criar a atmosfera mágica usa e abusa dos efeitos-visuais , em suas seqüências fantasiosas, diga-se de passagem muito adequadas para as crianças. Os cenários também foram muito bem desenvolvidos, e as locações perfeitamente escolhidas, pois dão um ar de conto de fadas.

Em fim o filme se mostra bem divertido, tem um enredo muito simples, bem voltado ao público infantil a que se destina, é bonitinho e passa uma mensagem educativa para as crianças.

%d blogueiros gostam disto: