Difícil assistir a  este documentário sem um nó na garganta.  Sendo Ayrton Senna o ícone brasileiro que é, talvez seja por isso que nenhum cineasta brasileiro se arriscou a fazer  um filme sobre ele.
Asif Kapadia é britânico e diretor  do longa  realizado com a cooperação da família de Ayrton e apoio da Fórmula 1,  que autorizaram algumas cenas inéditas.
O documentário  aborda vários questionamentos  bem amarrados,  foca a vida profissional do piloto, sua garra e seu perfeccionismo latentes,  sua vontade de vencer  motivadora.  Mostra um lado de Senna, que não desanimou e sempre continuou correndo,  de certa forma, correndo contra  o sistema, contra toda politicagem envolvida na Fórmula 1.
Ayrton se mostra um exemplo de pessoa, com exímio caráter,  um modelo de força para o Brasil que na época passava por momentos tão difíceis, com plano Collor e inflação exorbitante.    Acompanhar novamente  suas vitórias  nos  remete a esta período histórico e Senna nos  faz lembrar o lado bom do Brasil.
O filme é emocionante, chega ao ponto de marmanjos  saírem chorando na sala de cinema. Para os fãs ou não de Senna, vale a pena.