Matt Damon (“Invictus”,  trilogia “Bourne”) estrela “Além da Vida”, dirigido por Clint Eastwood (“Menina de Ouro”, “Os Imperdoáveis”) a partir de um roteiro de Peter Morgan (“Frost/Nixon”, “A Rainha”). “Além da Vida” conta a história de três pessoas que são assombradas pela mortalidade de formas diversas. George (MATT DAMON) é um operário americano que tem uma conexão especial com a vida após a morte. Do outro lado do mundo,  a jornalista francesa Marie (CÉCILE DE FRANCE) passa por uma situação em que sofre risco de morte e isso a deixa abalada. E quando Marcus (GEORGE MCLAREN  e FRANKIE MCLAREN), um garotinho que mora em Londres, perde a pessoa de quem é mais próximo, ele vai em busca de respostas, desesperadamente. Cada uma em um caminho na busca pela verdade, as vidas dessas pessoas irão se cruzar e serão impactadas permanentemente pelo que eles acreditam que possa – ou deva – existir na vida após a morte
Gosto muito dos filmes do Clint Eastwood, são marcantes, sinceros, emocionantes, e quase sempre ótimos.
Além da Vida (Hereafter) é o seu mais recente trabalho, preferi não ler nenhuma crítica antes de ver o filme, portanto estava com uma boa espectativa. Os 15 primeiros minutos de filme são fantásticos, intensos e bastante tensos, – acreditei que minhas expectativas seriam correspondidas, mas… o restante do filme não se parece em nada com o inicio.
Matt Damon sempre arrasa; Peço licença aos leitores do sexo masculino, para um comentário não muito cinematográfico, Damon está mais velho, meio grisalho, um charme a idade fez bem para ele.
Voltando a vaca fria, achei o longa bem produzido, até porque um de seus produtores e Steven Spielberg, tem boas fotografias,  apesar de ter um cunho espiritual, o filme não abusa dos clichês isso é um ponto positivo, também tem algumas sequencias muitos interessantes, mas o resultando em si não me agradou, não mexeu em anda comigo. Sinto muito Clint, dessa vez foi mal.