Assinatura RSS

Arquivo da tag: Ryan Gosling

Blade Runner – 2049

Publicado em

blade-runner-2049-poster

Quando Ridley Scott lançou Blade Runner – O Caçador de Androides em 1982, eu tinha 21 anos e maioria de vocês leitores, ainda não tinham nem nascido. Na época, a história dos replicantes, incríveis e sofisticados androides “replicados” dos humanos simplesmente me arrebatou. O filme era a busca e a celebração da vida, e por isto passei a considerar este filme o melhor filme que eu já tinha visto em minha vida. Alguém um dia me disse que a única certeza na vida é que um dia vamos morrer. Mas a única incerteza é sabermos quando. A diferença na época, é que eles, os replicantes sabiam. Sabiam exatamente quanto tempo de vida tinham e quando iriam morrer. Esta certeza que permeou o primeiro filme trouxe várias e longas discussões filosóficas acerca da moral, da ética e do direito que temos de viver ou simplesmente sobreviver. As várias versões, ao todo sete, lançadas em vídeo, só ajudaram nesta discussão e acabaram transformando o longa num clássico. Quem não viu, deveria ver.

Mas mesmo que você não tenha assistido, nesta continuação você vai encontrar a mesma ambientação (novamente merchandising da Coca-cola), o mesmo momento (embora tenham se passado 30 anos) e os mesmos motivos para novas discussões. O caçador agora é outro (Ryan Gosling), o oficial K, que “aposenta” os replicantes rebeldes e foragidos da polícia de Los Angeles, Mas ao fazê-lo, acaba por descobrir um segredo que poderia pôr em risco toda a sociedade e deflagrar uma guerra entre os humanos e os agora modernos e atualizados replicantes. A premissa, é a mesma, vida. Vida que gera vida, seja ela natural ou artificial.

Se você teve a oportunidade, assim como eu, de assistir o primeiro filme e gostou, vai gostar deste também, mas se não assistiu, também não vai se decepcionar. A trilha sonora não é Vangelis, mas traz as mesmas emoções. O diretor não é Ridley Scott, que neste longa é apenas produtor, mas Denis Villeneuve, sabe nos conduzir a todas as questões que o ano de 2049 pode levantar sobre nós, sobre a vida, e quem sabe até mesmo sobre replicantes.

 

Por Álvaro Machado

Anúncios

A Grande Aposta

Publicado em

grandeaposta_2

“A grande aposta” (“The Big short”, no original), é um filme que tem como plano de fundo a crise financeira causada pelo estouro da bolha imobiliária dos EUA em 2008. Por ser baseado em fatos reais, não pretende guardar muitas surpresas para o fim, mas tem como proposta conduzir o espectador pelo enredo que teria acontecido antes do grande desfecho.

A história contada é a dos homens que perceberam as falhas do sistema e preveem o colapso do mesmo, usando a informação para lucrar com um investimento ousado que aposta nesse resultado. Nesse pacote entram Michael Burry (Christian Bale), Jared Vennett (Ryan Gosling), e Mark Baum (Steve Carell). Já Ben Rickert (Brad Pitt) surge como um sujeito recluso que somente interfere para ajudar dois iniciantes a entrarem na jogada.

O longa é cheio de termos técnicos um pouco complicados para quem não é familiarizado com o sistema financeiro e a bolsa de valores mas, sabendo-se disso, apresenta uma solução bem-humorada para esclarecer o grande público, que como eu, poderia se sentir um pouco perdido.

Apesar de ter um tom bem-humorado, não vejo como um filme de comédia como chegou a ser classificado, já que a proposta em momento algum é entreter com piadas e trocadilhos, mas tratar um tema sério de forma leve. A escolha da trilha sonora me pareceu bem interessante e ajuda nisso. Por fim, o espectador é provocado com uma reflexão ética e moral e principalmente, sobre a estabilidade do sistema financeiro. Vale a pena ser assistido.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por:  Thayssa Maira

%d blogueiros gostam disto: